Metodologia

Princípios Metodológicos

São 3 áreas metodológicas/operacionais: 1- Acolher; 2- Comunicar e 3- Incluir, voltadas para a ampliação dos recursos comunicativos do usuário, assim como para o fortalecimento de vínculos:

  • ACOLHER: Foco no “Eu”. Utiliza-se do acolhimento ao usuário comdeficiência auditiva e seu familiar para inseri-lo na proposta institucional do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos pelo Programa Aprender a Ouvir. Encaminha para entrevistas multiprofissionais (história da surdez, recursos comunicativos, situação socioeconômica). Reconhece e identifica o perfil do usuário, suas necessidades, potenciais e recursos. Propõe atividades.
  • COMUNICAR: Foco na relação “Eu e o Outro”. Utiliza-se de recursos para a ampliação da comunicação por meio de atividades de LIBRAS, letramento, estimulação à linguagem, artísticas, culturais, esportivas e de lazer, com vistas ao desenvolvimento de novas sociabilidades, convivência social e familiar e ampliação do universo informacional.
  • INCLUIR: Foco “Eu no Mundo”. Capacita e apoia os usuários em sua inserção e relacionamento com a “comunidade surda”, ambiente escolar, mundo do trabalho, mundo digital, complementação de renda, garantia de direitos e cidadania.

As atividades utilizam abordagens em grupos diversos, organizados a partir de percursos e encontros, para informações e trocas, com heterogeneidade na composição dos grupos; priorizando o diálogo e convivência em comunicação bilíngue (Português/LIBRAS); estimulando ações em rede com outros setores da cidade e região: poder público, iniciativa privada e organizações do Terceiro Setor. Com o desenvolvimento e execução das atividades esperamos contribuir para a redução de ocorrência de situações de vulnerabilidade social, a ampliação de acesso a serviços socioassistenciais e melhoria da qualidade de vida dos usuários e seus familiares.

Estratégias Operacionais

Nossa atuação privilegia o trabalho em rede, o ambiente de convivência e a cultura bilíngue:

  • Ambiente: Amizade e solidariedade, alegria, combate à discriminação, respeito ao outro e aos direitos dos deficientes auditivos;
  • Proposta de Inclusão: Definida e conhecida por todos, incentivo à autonomia e ao trabalho coletivo;
  • Formação e Condições de Trabalho dos Profissionais, respeito à razão: ouvinte – deficiente auditivo;
  • Ambiente Físico Inclusivo: Espaços organizados de forma a garantir qualidade no atendimento, arejados e limpos; móveis e equipamentos adequados à realidade com bom aproveitamento dos recursos existentes.

O Instituto Adhara executa ações de caráter continuado, permanente e planejado, que acontecem no contra turno escolar das crianças, adolescentes e jovens com deficiência auditiva e também com seus familiares, de segunda a sexta-feira das 8:00 às 17h assegurando que as atividades são oferecidas na perspectiva da especificidade, autonomia e garantia dos direitos dos usuários. Considerando a especificidade do público deficiente auditivo as atividades intergeracionais estão presentes na rotina diária do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos nas diversas faixas etárias. Atividades serão disponibilizadas aos usuários conforme o interesse, necessidade e especificidade de cada um.